Tupías

As máquinas para carpintaria da SCM agrupam todas as tecnologias para o processamento da madeira, tanto para o artesão quanto para a indústria.

A tupia surgiu no fim dos anos 1800 e foi projectada para criar perfilagens, como as das molduras, que eram feitas à mão mediante o uso de plaininhas particulares que montavam ferros moldados.
 
Hoje é possível obter o mesmo resultado utilizando uma tupia para o processamento da madeira e para fazer o trabalho que é solicitado, monta ferramentas chamadas fresas que sobressaem para a parte externa e rodando rapidamente, retiram uma porção de madeira de um elemento esquadrejado, fazendo o perfil desejado. 
As tupias da SCM são tanto electrónicas quanto manuais, com eixo inclinável ou fixo, ademais têm um sistema moderno de aspiração dupla que graças às duas bocas posicionadas lateralmente em relação ao eixo tupias, garantem uma óptima limpeza da máquina e a salubridade do ambiente de trabalho.
 
Além disto há um detalhe muito importante nas tupias SCM para o processamento da madeira, é a transmissão directa do electromandril que elimina as operações de manutenção (que são próprias dos sistemas tradicionais de transmissão com correias).
 

Ler mais
Estudo de Caso
Mutti Woodshop
Saiba mais
Roberto Marcazzan
Saiba mais
Prati S.r.l.
Saiba mais
Rbr Ebanisteria
Saiba mais
Sforzi Teak
Saiba mais
Unterkofler
Saiba mais
Piemme Arredamenti
Saiba mais
Wiehl, Brunner, Pahl
Saiba mais